O popular açúcar é um tipo de carboidrato chamado sacarose, formado a partir do processamento da cana.

Esse doce veneno é de paladar agradável e quanto mais se consome, mais vontade de comer se tem pelo fato do mesmo criar um mecanismo de dependência no organismo.

É o alimento de maior índice glicêmico, muito calórico e que tem resposta direta no descontrole dos níveis de glicose e colesterol. O processo industrial para formação do açúcar leva ao acréscimo de inúmeros aditivos químicos, motivo pelo qual o torna extremamente inflamatório, afetando as funções intestinais e prejudicando a imunidade.

Todos os derivados da cana (açúcar mascavo, demerara, cristal, refinado; melaço e rapadura) tem alto índice glicêmico, com a diferença dos mais escuros passarem por menos processo industrial.

O ideal é não usar açúcar de tipo algum para aprender a reconhecer o sabor natural dos alimentos. E os adoçantes (com exceção de stevia e xilitol) também são inflamatórios.

Para quem acha que o corpo precisa de açúcar, está enganado, pois temos carboidratos em outros alimentos saudáveis que atendem bem as nossas necessidades.

E pra quem sente vontades súbitas de comer doce, principalmente pós almoço ou no fim do dia, fique atento, pois é um sinal de carência nutricional.

Vamos adoçar a vida de outras formas!

 

Bertha Gazel –

Nutricionista – CRN9-4940 –

Pós graduanda em Nutrição Clínica Funcional –

(33) – 3523-2597

Facebook: Nutrição Le Mouvement –

E-mail: berthaprates@hotmail.com