principais-causas-de-dor-na-corrida_10160_lQuem gosta de Correr e já pratica essa atividade física há algum tempo, conhece alguém que se lesionou, ou o próprio já se lesionou de maneira leve ou grave ao ponto de interromper suas corridas diárias.

Para evitar que as lesões aconteçam é preciso escutar seu corpo e os sinais ele que transmite para que as intervenções possam ser feitas e assim, praticar uma corrida eficiente e segura.

A maioria das lesões em corrida, segundo Dr. Tim Noakes – médico sul-africano, autor e corredor, progride em QUATRO estágios:

1o Estágio: A DOR ocorre apenas DEPOIS, normalmente várias horas após o término do exercício. Por isso, o primeiro estágio é difícil ser diagnosticado como possível lesão e outras atividades diárias acabam se tornando a causa camuflando a dor da corrida. Além disso, as causas dessa dor, que podem ser uma técnica incorreta ou até mesmo uma ineficiência de determinada musculatura, não são devidamente diagnostica e tratada, evoluindo para o 2o estágio.

2o estágio: DESCONFORTO, mas não dor, ocorre durante o exercício, mas ela não é suficientemente severa para interferir no desempenho. Nesse estágio, nota-se que há algo errado, mas, como não o impede de correr, fica fácil de ignorar, o que faz a lesão evoluir para o 3o estágio.

3o estágio: A DOR é GRANDE o suficiente para reduzir o treinamento e interferir no desempenho. Nesse momento, já começamos a diminuir o ritmo de corrida e sua frequência. E com apenas alguns dias de descanso, a dor melhora e “achamos” que já estamos prontos para voltar a correr. Mas, a causa não foi diagnosticada e nem tratada e dessa maneira, a lesão evolui para o 4o estágio.

4o estágio: A DOR é SEVERA impedindo a corrida. Nesse momento, o corredor procura ajuda e descobre que a lesão está instalada. É hora de focar no tratamento da dor, diagnosticar a causa e fazer uma reabilitação bem feita para que não seja reincidente.

Parcialmente, todas as lesões de corrida são curáveis. A cura envolve, inicialmente, encontrar a causa, depois tratá-la.

O treino de corrida vem SEMPRE acompanhado de mais 2 tipos de treinamento que caminham juntos:

  • Musculação: para o fortalecimento geral do corpo, das musculaturas especificas da corrida e para o fortalecimento das estruturas estabilizadoras das articulações.
  • Exercícios Educativos para treinar a técnica de corrida e melhorar a performance.

Para evitar as lesões de corrida, você precisa estar sendo acompanhado por  um Educador Físico que tenha tal ESPECIALIZAÇÃO  para prescrever os treinamentos corretamente e diagnosticar as causas de uma possível lesão e tratá-las a tempo, tornando sua CORRIDA SEGURA e EFICIENTE.

Seja #MELHOR! Seja #LEFIT !

Academia LEFIT
33.35225426